quinta-feira, 30 de abril de 2015

Notícias de Luanda - Abril 2015


Notícias de Luanda - 150424

Luanda, 24 de abril de 2015.
Inez e Joubert (diretora e capelão) estão em Luanda, 
Angola, compondo a equipe que organiza e dirige 
a escola cristã de educação por princípios - CEDUC.

Amados e saudosos irmãos.
Nossas saudações diretamente de Luanda, Angola.

Clamam os justos, e o SENHOR os escuta e os livra de todas as suas tribulações. Sl 34.17.

Como é bom sermos considerados justos diante de Deus pela obra de Jesus Cristo! O Senhor escuta nossos clamores e nos livra de todas as tribulações. Isso temos experimentado aqui em Luanda

Estes dias coisas importantes ocorreram. A Inez precisou ir ao Rio de Janeiro, para finalizar documentos referentes à sua permanência em Angola. Ela chegou ao Brasil com a saúde debilitada, mas foi carinhosamente amparada pelo casal Marco Antonio e Dalila, da Igreja Nacional do Senhor Jesus Cristo da Tijuca, que a hospedou com amor e cuidado. A Prª Jô e a secretária Margareth também a acompanharam pela cidade, por consulados e consultas médicas, até que Inez foi para SP. Nossos sinceros agradecimentos pela amorosa atenção.

Aqui no CEDUC pudemos ver mudanças no entendimento das crianças em relação a Deus e sua Palavra. Há grande satisfação em perceber que, apesar das dificuldades e resistências circunstanciais, sociais e espirituais, muitas delas tem buscado a Deus com confiança e fé. Além de louvar, elas também aprendem a orar.

Este é o consolo de quem confia no Senhor e crê em sua Palavra: saber que não estamos sós; ele nos ouve o clamor. Hoje estas crianças podem recorrer a Deus, busca-lo em suas dores e temores. Elas aprenderam que podem clamar ao “Papá” que as ama e ouve.

Logo que chegamos constatamos que a maioria das crianças não possuía uma Bíblia. Elas não sabiam de que tratava o livro que líamos diante delas, mas se interessaram muito por suas histórias. Enquanto a Inez esteve no Brasil em março, os irmãos da Igreja Cristã da Família Anália Franco e Brooklin se prontificaram a agir para marcar o coração destas crianças com a Palavra de Deus.

A Família Anália Franco doou 200 Bíblias diferenciadas para meninos e meninas. Para carregá-las seriam necessárias duas malas. Então eles cobriram o custo do frete do transporte aéreo de uma mala e a Família Brooklin se dispôs a cobrir o frete do transporte da segunda. 

Preparamos, então, um devocional especial para o dia em que cada um receberia sua Bíblia. Neste dia louvamos, falamos sobre o Verbo de Deus, a Palavra, Jesus Cristo que se revelou através das Escrituras, como a Bíblia se apresenta e, para demonstrar seu poder, contamos a história de Juan Chaves, temido bandido mexicano que, após ler a Bíblia em seu esconderijo, conheceu a Cristo e resolveu entregar-se à justiça e cumprir sua pena.

Logo em seguida entregamos as Bíblias como o precioso presente que veio de longe, da parte de Deus e de pessoas que amam as crianças. Havia expectativa e alegria contida nos sorrisos em cada rosto. As crianças aguardavam ansiosas pelo momento de pegar o seu exemplar.

Agradecemos de coração às “Famílias” mencionadas, especialmente ao casal Claudinei e Conceição da Família Anália Franco, aos irmãos Pr. Maurício, Thiago e Benjamim da Família Brooklin (em SP) e Hazael e Cris da 1ª Igreja Batista de Cabo Frio (RJ) que possibilitaram o transporte e entrega das Bíblias até o Aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro.

Uma notícia nos deixou apreensivos. Uma aluna, Cristina, de 12 anos da classe do módulo, à tarde, saiu de casa no dia 18, sábado, após desentendimentos com a tia, e não voltou mais. Seus tios se desesperaram e passaram a procurá-la pelo bairro e cercanias. Na segunda-feira estiveram na escola levando um cartaz com sua foto e telefones caso alguém tivesse notícias.
Imediatamente avisamos vários irmãos de oração, aqui e no Brasil, que entraram em intercessão pedindo a Deus que a protegesse e a trouxesse de volta. Enfim, soubemos que ela voltou para casa na quarta-feira, 22 de abril, para alívio de todos. Está sã e salva. Obrigado a todos que oraram pelo retorno e proteção da Cristina. Esperamos que ela volte rapidamente para a escola, continue a edificar sua vida acadêmica e a conhecer a Jesus que em tudo pode satisfazê-la.

Despedimo-nos com a oração de uma criança.
 
Abração

Inez e Joubert

video


Fotos e video:
Ionara Vieira
Joubert de O. Sobº

terça-feira, 28 de abril de 2015

A Mentira Leva à Morte

À Família CEDUC

Devocional de 18.03.15 – Nº 05
Joubert de Oliveira Sob – Capelão

A Mentira Leva à Morte



Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim, João 14.6
Vós tendes por pai ao diabo... ele foi homicida desde o princípio e... não há verdade nele... porque é mentiroso e pai da mentira. João 8.44

Jesus é a Verdade e nos dá Vida
É muito importante aprendermos que em Deus só existe a verdade. Com ele não convivem nem mentirinhas nem mentironas. Isto porque a verdade faz parte do seu caráter. Ele é todo verdade e não há espaço nele para nenhum engano. João, o discípulo, escreveu que Jesus “habitou entre nós, cheio de graça e de verdade”, João 1.14. Diante de Pilatos Jesus disse: “...para isto vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz”, João 18.37.

A mentira é filha do diabo
Por outro lado, Jesus disse que no diabo não há verdade; pelo contrário, ele é mentiroso e pai da mentira. Os filhos carregam as características de seus pais, não é verdade? Jeito de falar e jeito de ser. O homicídio e mentira estavam no caráter do diabo. Alguns judeus religiosos e maus queriam matar Jesus para não aceitar a verdade de que ele era Deus. Sendo assim, ele se faziam filhos do diabo; porque também eram homicidas e mentiam descaradamente.

A mentira mata
O hábito de mentir mata a consciência – quem mente se acostuma tanto que perde a vergonha!
O hábito de mentir mata a confiança – o mentiroso não é digno de confiança porque não é fiel.
O hábito de mentir mata a justiça – a injustiça anda de mãos dadas com a mentira.
O hábito de mentir mata a amizade – ninguém quer ser amigo de mentirosos infiéis.
O hábito de mentir mata o amor – como amar de verdade quem se esconde atrás de mentiras? Quem mente não ama.
O hábito de mentir mata o respeito por Deus, Atos 5.1-11 – a mentira tira o temor de Deus e de seu juízo.


Um flautista de mentira   

Conta-se que há muito tempo atrás, havia na China um Imperador que amava a música. Por isso mandou formar uma linda orquestra com centenas de músicos. Periodicamente a orquestra se apresentava perante o Imperador que se deleitava em ouvir. Era o orgulho do Império aquela orquestra.

Dentre os flautistas havia um homem que não sabia tocar flauta. Não se sabe como conseguiu o emprego de flautista na orquestra! Diante do Imperador, toda vez que os flautistas, que não eram poucos, se levantavam para tocar, ele fingia tocar sua flauta. Recebia salário, benefícios, destaque social e tudo ia bem. Enganava a todos.

Certa noite os flautistas se levantaram e tocaram uma parte da música que muito agradou o Imperador. Este, querendo especialmente premiá-los, ordenou que cada flautista teria o privilégio de comparecer perante ele determinado dia. O Imperador teria o prazer de ouvir um solo de cada flautista. Os flautistas ficaram cheios de alegria. Quanta honra seria tocar uma obra sozinho diante do Imperador!

Como era de se esperar, o flautista mentiroso não ficou feliz. Começou a se desesperar. O que vou fazer? É pouco tempo para aprender a tocar de verdade! Como sairei dessa? Como explicar diante do Imperador que fiquei todos esses anos enganando a todos, vivendo uma mentira? Ele vai descobrir que sou um falso músico, um mentiroso! Serei acusado, condenado por crime e morto! O desespero foi aumentando tanto que um dia antes da apresentação, o mentiroso se suicidou. A mentira o levou à morte.


Jesus é a verdade que nos leva à vida eterna. Nele podemos confiar, ter amigos, justiça, amor e respeito por Deus e pelo próximo. Creia em Jesus.
Com base em texto de 22/05/06